Você sabe o que é CPC? Veja como aplicá-lo em sua estratégia

Você certamente já se deparou com a sigla CPC no ambiente do marketing digital. Mas você sabe o que ela realmente significa? Sabe como isso funciona dentro de uma campanha de anúncios? Confira tudo sobre CPC nesse post!
Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Tuítar
Compartilhar no linkedin
Publicar

A sigla CPC é uma das métricas que está relacionada aos custos das campanhas para anúncios no marketing digital. Vale ressaltar que além dela, há muitas outras que você pode conferir no nosso próprio blog.

De um modo geral, é muito importante conhecer esse parâmetro, pois é uma forma de precificação do anúncio, ou seja, é o modo na qual o anunciante será cobrado ao subir uma campanha. Sendo assim, o anunciante ficará por dentro do quanto realmente está gastando com sua campanha e quais foram os resultados obtidos.

Agora, vamos conhecer e entender melhor como ela funciona.


O que é CPC e como calculá-lo?

CPC é a sigla que significa custo por clique, ou seja, o quanto o anunciante pagará quando seu anúncio for clicado pelo usuário.

É um modelo muito utilizado em estratégias utilizando, por exemplo, a plataforma do Google AdWords, porém vale ressaltar que não se restringe apenas a essa plataforma.

O mais interessante é que o anunciante pode saber o resultado exato da quantidade de pessoas que clicaram no seu anúncio, pois, para calcular, basta dividir o total gasto pelo número de cliques recebidos por determinado anúncio. Dessa forma, se torna ideal para anunciantes que desejam aumentar o tráfego no seu site ou blog.

A fórmula básica do CPC é:


CPC = custo total / número de cliques


Exemplo:

Imagine a situação na qual você está prestes a produzir uma campanha de tráfego para seu site, pretendendo investir R$ 2.000,00. Sendo assim, se o valor do CPC da palavra chave é de R$ 0,80, seu anúncio terá uma média de 2500 cliques


O que é um CPC máximo, real e médio?

As plataformas que possibilitam utilizar esse tipo de metrificação utilizam campanhas de lances de CPC para definir a exibição, o rankeamento e o custo dos anúncios pagos. Isso acontece como um leilão, na qual cada anunciante oferece seu lance por uma determinada palavra-chave. 

Logo, os CPCs máximo, real e médio se referem a esses lances determinados pelos anunciantes, ou seja, o quanto estão dispostos a pagar por aquela palavra-chave. 

Entenda um pouco mais! 


1. CPC máximo

O CPC máximo é o preço máximo que o anunciante pretende pagar por um clique em seu anúncio. Esse valor pode funcionar como um limite de investimento, considerando-se o número de cliques estabelecidos na campanha.


2. CPC real

O CPC real, é o preço final cobrado pelo clique. Geralmente, no Google Ads ele é bem menor que o CPC máximo, pois o valor pago pelo anunciante será sempre o mínimo necessário para ele garantir sua posição.


3. CPC médio

O CPC médio é o preço médio cobrado pelos cliques durante todo o período de divulgação. Visto que os lances podem variar no decorrer da campanha, o custo dos cliques também podem.


Existe um CPC ideal?

Existe um CPC ideal?

A resposta é DEPENDE.

O CPC varia dentre diversos fatores: a plataforma de trabalho, a estratégia da campanha e seu objetivo, o tipo de anúncio e o produto anunciado.

Geralmente, os anunciantes determinam o CPC com base no ROI ou retorno sobre investimento desejado. Com isso, você pode avaliar o quanto está retornando para sua empresa e ajustar conforme o previsto.


Exemplo:

Imagine que você deseja um ROI na proporção 3:1, ou seja, o previsto é o investimento triplicar, sendo que para cada real investido em marketing (publicidade), três reais devem ser convertido em vendas. 

Considere que sua empresa vende um determinado produto por 150 reais e que para conversão de 1 venda foi preciso 80 usuários clicarem em seu anúncio. Sendo o CPC do anúncio R$ 0,625, seu retorno será de 3:1. Pois você terá investido R$50 (80 cliques para 1 venda) e faturado R$150. 

Vale ressaltar que o custo de uma palavra-chave varia de acordo com a concorrência, ou seja, quanto maior o interesse em anunciar aquela palavra chave, maior seu custo.


Vantagens de utilizar o Custo Por Clique em suas campanhas para anúncios


1. Ajuda a aumentar o tráfego que seu site, e-commerce ou blog recebe, gerando maior exposição de marca.


2. Modelo prático e benéfico, visto que o anunciante só paga pelo clique que seu anúncio recebeu do usuário.


3. Esse tipo de metrificação permite os anunciantes medirem os resultados de suas ações de forma rápida e clara.


Dica: Como melhorar sua taxa de conversão?

Taxa de conversão

Não basta saber do que se trata o CPC e ter uma baixa taxa de conversão, não é mesmo?

Pensando nisso, separamos um erro comum cometido por muitos iniciantes:


Links dos anúncios direcionados para páginas erradas!!!

Imagine uma situação na qual você está fazendo uma campanha no Google Ads para a palavra chave “curso online de viola”, cujo está relacionado com um dos cursos (Seja Violeiro) que você vende no seu próprio website, entretanto, no momento de colocar a URL de redirecionamento, você acaba colocando uma que direciona para a página principal do seu website.


E qual o grande problema envolvido nessa situação? 

A resposta é simples, uma má experiência do usuário, podendo acarretar na perda desse cliente. Pois, ao ser redirecionado para sua página principal, o usuário terá que procurar o produto que ele realmente se interessou ao se deparar com o anúncio, dentro dos diversos produtos que você oferece em seu website. Além do mais, isso poderia fazer com que ele se sinta “enganado” por não ter sido redirecionado para o produto que o anúncio prometia.

Dessa forma, a estratégia que deve ser tomada é configurar o link direto para a página referente ao produto anunciado, fazendo com que o usuário, ao clicar no anúncio, seja direcionado a esta página, sem ter a necessidade de procurar mediante os outros produtos.

Logo, é de extrema importância que tenha cuidado com o redirecionamento que determinada URL do anúncio entrega para o usuário, pois além da possível perda de cliente, aquele anúncio tem um determinado CPC, ou seja, ao ser clicado e não ter gerado nenhuma conversão, você estará apenas gastando dinheiro.

Agora que você já sabe o que é CPC, suas vantagens e erros que não devem ser cometidos ao criar uma campanha, é hora de colocar suas campanhas de anúncios para rodar e investir da forma correta para que tenha retornos positivos!

Sobre o autor

Lucas Silva

Deixe seu comentário