O Que é Um CMS e Como Ele Pode Facilitar a Criação de Suas Landing Pages

Você sabe o que é um CMS e como ele pode te auxiliar na criação de landing pages para o seu site? Nesse post, nós falamos sobre isso!
Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Tuítar
Compartilhar no linkedin
Publicar

Quando o assunto é captura de leads, a primeira coisa que vem na cabeça de qualquer pessoa que trabalhar com marketing digital é: vamos criar uma landing page! Ao buscar por ferramentas de criação de landing pages pela internet, você acaba se deparando com diversas opções de funcionalidades e preços. O que poucos sabem é que, em muitos casos, o próprio CMS utilizado para criar o site ou blog da sua empresa pode ser utilizado para a criação de landing pages.


O que é um CMS?

A sigla CMS significa Content Management System, ou em nosso bom e velho português,  Sistema Gerenciador de Conteúdo. O CMS tem, como principal função, auxiliar na criação, edição, publicação e distribuição de informação através de sites, portais ou blogs. Ele é uma excelente ferramenta para alguém que quer ter um web site, mas não tem conhecimento técnico, tempo ou dinheiro para produzir um site profissional ou contratar terceiros para fazê-lo. 

Com um CMS, você não precisa de conhecimento técnico alto para colocá-lo para funcionar, dá para instalar um seguindo apenas tutoriais disponíveis na internet, e no final você só precisa se preocupar em desenvolver (ou pagar alguém para desenvolver) um layout próprio. Mas se, mesmo assim, você não quer se preocupar com isso, pode utilizar temas prontos distribuídos gratuitamente pela comunidade.

Existem gerenciadores de conteúdo Open Source e também de código fechado, assim como também existem gerenciadores de conteúdo gratuitos e, claro, os pagos. Além disso, existem CMSs para todos os tipos de canal e gostos: existem os específicos para blogs, os para fóruns e existem, também, os genéricos ou para grandes portais de conteúdo.

As principais características de um CMS são o suporte a múltiplos usuários com registro, gerenciamento e atribuição de funções, edição de conteúdo facilitada, gerenciamento e controle de documentos através de publicação, revisão, arquivamento e exclusão. Eles também contam com uma camada de apresentação gerenciada através de templates (ou temas em português), permitindo a troca rápida da interface, independente do conteúdo. O controle de fluxo também acompanha essas ferramentas, por exemplo, permitindo um usuário poder enviar um artigo para um site, que não é publicado imediatamente até que seja revisto por um editor e depois aprovado por um editor-chefe ou administrador. 

O mais interessante é que as funcionalidades iniciais de um CMS podem não ser suficientes para as suas necessidades, mas podem ser ampliadas, ou novas podem ser adicionadas através de plugins e/ou extensões que, por sua vez, também podem ser Open Source ou de código fechado, gratuitas ou pagas.


Os CMSs mais populares

Dentro do vasto mundo dos CMSs existem os mais populares da comunidade. Essa popularidade toda pode se dar pelo fato de uma comunidade mais ativa, tirando dúvidas dos outros membros ou corrigindo problemas de dentro do CMS, pela empresa por trás do desenvolvimento ou, ainda, pelas funcionalidades entregues. Seja lá qual for o motivo da popularidade, saiba agora quais os três CMSs mais adorados da atualidade e que, cá entre nós, faz um tempo que estão nesse posto.


1. Joomla!

CMS Joomla!

Este é um nome, sem sombra de dúvidas, muito estranho, mas que indica um CMS poderoso. Utilizado principalmente para criação de homepages, possui mais de 107.000.000 de cópias distribuídas (até o momento em que este artigo foi escrito). Possui 8.000 extensões que adicionam ainda mais funcionalidades a esse CMS.


2. Drupal

CMS Drupal

Este é um poderoso CMS utilizado por gigantes como Tesla Motors, Grammy e NBC. Em sua oitava versão, tem uma comunidade ativa de mais de 1.000.000 de usuários. Também tem seu foco principal em homepages e, apesar ter um alto desempenho e escalabilidade, não é muito popular no Brasil.


3. WordPress

CMS WordPress

Este é um dos mais queridinhos CMSs do mundo e também do pessoal aqui da Performma Online. Desenvolvido em PHP, uma das linguagens de programação mais utilizadas no marketing digital, é utilizado por 34% da internet, de acordo com sua documentação. Possui mais de 54.000 plugins, ferramentas desenvolvidas pelo próprio time do WordPress ou pela comunidade que adicionam ainda mais funcionalidades ao CMS e, também, uma comunidade ativa de mais de 60 milhões de pessoas. É popularmente conhecido como CMS para blogs.

Computadores


E como um CMS pode me ajudar a criar landing pages?

Existem dois tipos de landing pages: as do tipo click through e as lead generation. Ambos os tipos podem ser criados dentro da maioria dos CMSs disponíveis no mercado, principalmente nos três acima citados.

As landing pages do tipo click through são utilizadas, na maioria da vezes, para vender um produto específico. Elas tem como objetivo inundar a mente do usuário com informações, vantagens e motivos para comprar o produto para que o consumidor chegue até o final dela e clique no botão de comprar.

Já as do tipo lead generation são utilizadas para capturar informações dos usuários que acessam a página. Elas, assim como as click through, podem ser utilizadas para vender um produto específico. Mas em vez de um botão “comprar”, elas possuem um formulário para o usuário se cadastrar, geralmente com nome, e-mail, telefone ou outras informações.

Então, nas landing pages do tipo click through, o CMS auxiliaria na atualização constante de conteúdo, troca de informações de acordo com o tempo e necessidade, testes A/B, otimização de SEO, dentre outros. Já para as do tipo lead generation, além de tudo citado anteriormente, o CMS também pode ser um grande aliado para armazenar e controlar as informações dos usuários.

Você também tem a opção de utilizar plugins ou extensões dentro destes CMSs para criar landing pages com praticamente nenhum tipo de conhecimento técnico sobre o assunto e sem que elas sigam o mesmo modelo de todo o site.

Existem diversos tipos de plugins ou extensões que adicionam page builders dentro dos CMSs, possibilitando assim que, com alguns cliques e arrastes do mouse, você crie landing pages ou, até mesmo, homepages da forma que sua imaginação quiser e possibilitar: adicionando cabeçalho, rodapé, seções, linhas, colunas, títulos, textos, fotos, botões, formulários, etc. Tudo vai de acordo com a complexidade e necessidade da landing page que você está criando.


Conclusão

Um CMS é uma ferramenta poderosa que pode ajudar muito nas campanhas de marketing digital da sua empresa ou produto. Se você já utiliza um CMS para o site ou blog da sua empresa ou produto, é interessante utilizar todo esse poder para desenvolver suas landing pages, já que você poderia pagar um serviço desnecessariamente ou, até mesmo, ficar limitado, sendo que já possui uma ótima ferramenta para utilizar.

Porém, se você ainda não utiliza um CMS e está pensando em utilizá-lo apenas para criação de uma ou duas landing pages, saiba que essa pode não ser uma boa escolha. Por serem tão poderosos, os CMSs acabam sendo também um pouco pesados, o que pode aumentar o tempo de carregamento de suas landing pages se comparado com outras ferramentas mais simples disponíveis no mercado.

Queira você utilizar ou não um CMS, sempre tenha em mente que há a necessidade de analisar a fundo as funcionalidades de suas landing pages e se as ferramentas de um serviço de criação de landing pages gratuito, pago ou de um CMS atenderão todas as suas necessidades.

Gostou? Aqui vão 11 Motivos para Você Investir em um Site para sua Empresa. E se você ficou interessado em conhecer mais sobre os CMSs, em breve falaremos aqui no Blog da Performma Online um pouco mais sobre o CMS WordPress e como ele pode ser utilizado para criar não apenas um blog, mas também lojas virtuais, portais de conteúdo, páginas corporativas, landing pages e muito mais!

Fique ligado!

Sobre o autor

José Antonio

Deixe seu comentário