Dicas Para Você Colaborar Para um Front End Com a Cara da Sua Empresa

O front end de uma empresa precisa ser muito bem pensado. Por isso, criamos esse conteúdo com várias dicas sobre o tema. Acompanhe com a gente!
Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Tuítar
Compartilhar no linkedin
Publicar

Imagine a seguinte situação: você investe em anúncios em redes sociais e em ferramentas de busca, como o Google, e alcança um cliente interessado pelo seu produto ou serviço. Esse cliente, então, encontra o site da sua empresa, mas a página não apresenta o que o cliente esperava encontrar e você perde sua venda. Com certeza não é isso que você quer, certo? Então este artigo é para você, que já possui ou pretende ter um site para divulgar seu produto mas tem receio de que o front end final não seja o esperado. 

Sem sombra de dúvidas, o bom front end é essencial para atrair atenção e confiança do cliente. Uma dica importante é não somente contratar uma boa empresa de marketing, mas também participar ativamente no processo do front end do seu site. Isso porque, muitas vezes, a agência pode fazer um site excelente, mas que não transmite a filosofia da sua empresa e não leva em conta as particularidades do seu público ou do seu serviço. E tudo bem!

Com as dicas que daremos aqui, você com certeza saberá como cooperar com a sua agência de marketing para receber um site ideal para você e seus clientes. Vamos lá?


1. Deixe bem claro o que você quer

Você pode e deve participar do processo criativo do design do seu site. Uma boa forma de ser participativo de forma construtiva durante essa etapa é estabelecer os chamados requisitos de sistema, que nada mais são do que especificações detalhadas das funções que você deseja ter no seu site ou aplicativo. A princípio, pense a nível macro sobre o que você espera do seu site. Você pode definir,  por exemplo:

  • que seu front end utilize cores claras que transmitam tranquilidade ao leitor;
  • que seu front end tenha uma navegação fácil para idosos;
  • que seu front end seja possua um blog institucional;
  • que seu front end inclua botões de redes sociais personalizados.
Invista em um bom front end para o seu site

Mas esses requisitos ainda são muito genéricos! Hora de pensar com mais detalhes a nível micro, tornando os seus requisitos mais específicos e alinhados com as suas expectativas. Você poderia definir que:

  • as cores claras adotadas no design do site sejam tons de azul e verde, com fundo branco nas páginas;
  • a navegação fácil para idosos consista em textos com fontes grandes e contrastes de cores que não prejudiquem a leitura;
  • seu blog institucional apresente as postagens mais recentes em sua home page, com um texto na barra lateral sobre a sua empresa;
  • os botões de redes sociais sejam arredondados, alinhados ao canto esquerdo da tela, e acompanhem o movimento do leitor pela tela. 


Achou difícil pensar em tantos detalhes? Uma boa forma de ter ideias é visitando sites de empresas do mesmo segmento, avaliar o que elas têm em comum e, o que não poderia faltar no seu, por exemplo. Busque portfólios de Web Design, realize brainstormings e, principalmente, peça sugestões dos profissionais da agência responsável pela sua página.


2. Alinhe o front end à identidade visual da sua empresa

Com certeza, você quer que o site transmita com fidelidade a filosofia e identidade da sua empresa. Para isso, temos algumas técnicas para que você e sua agência contratada possam fazer um trabalho que seja a cara do seu produto.

  • Defina uma persona.
    Imagine que sua empresa seja uma pessoa. Como ela seria? Alegre, séria, jovem, aventureira? Solte sua imaginação, vale até dar nome, idade, sexo e hobbies para a sua persona. Parece uma técnica muito simples, mas o resultado é surpreendente! Você pode utilizar personas não somente com front end, mas também na definição de suas estratégias de marketing, definição de público-alvo, etc.
Alguém tirando foto dos olhos de uma mulher
  • Forneça todo o material que puder.
    Tenha sempre em mãos textos institucionais, fotos, vídeos e postagens que apresentem a essência do seu trabalho. Isso facilitará os designers a entenderem o conceito do seu trabalho, para que possam  apresentar sugestões úteis para a construção do website.


3. Leve seu público em conta na hora de definir seu front end

Mais do que apenas mostrar sua marca, você quer um site para gerar conversões, certo? Para isso, você deve ter em mente que é preciso oferecer um ambiente propício ao seu cliente realizar a ação esperada. 

Antes de mais nada, você deve ter muito claro o perfil do cliente do seu produto ou serviço. Ter um público-alvo definido é uma necessidade primordial para manter seu negócio em permanência. 

Pense no seu front end lembrando das pessoas que vão acessar o seu site

Com o perfil de cliente bem definido, agora você pode pensar em um site voltado a quem mais importa: o usuário. Para isso, pense no que tornaria sua página agradável, simples e confiável para quem o visitar. Alguns conceitos importantes nessa etapa são:


a) Usabilidade e navegabilidade: é o que define o quão “usável” seu site é. Um site pode, muitas vezes, ser “bonito”, mas será que um fundo muito escuro cairia bem para a leitura? Você deve pensar nas formas de minimizar as dificuldades do seu cliente em se movimentar sozinho entre as páginas do seu site.


b) Rotulagem: Devo ordenar os links de produtos por categorias, ordem alfabética, ou por mais vendidos? Isso depende do que você pretende pôr em destaque! Uma boa dica é utilizar categorias que induzem seu usuário a algo de provável interesse dele. Por exemplo: em uma loja de roupas, utilizam-se links para “ofertas”, “últimas peças”, “produtos parecidos com o que você comprou”, “coleção outono-inverno”, etc. Pense em como valorizar produtos específicos para atrair a atenção do comprador em potencial.


c) Acessibilidade: Seu site é inclusivo? Muitas pessoas possuem baixa capacidade visual, dificuldade que as impede de realizar muitas atividades na internet. Acolha todos os seus clientes e mostre ao responsável pelo front end a proposta de um site que não apresente obstáculos ao público PCD.


d) Responsividade: Se a maioria dos seus leads capturados tem origem em dispositivos móveis, investir apenas em um site estruturado para computadores pode não ser uma boa ideia. Atualmente, disponibilizar um site responsivo é essencial para colocar sua empresa em evidência na hora da realização de uma compra e para que seus usuários tenham um boa experiência!


4. Não tenha vergonha de dar sugestões sobre seu site

Pessoas reunidas conversando e dando risada

Mantenha em mente que não ter conhecimento técnico acerca de front end não te impede de colaborar com a construção do seu site. Acima de tudo, você deve dominar a respeito de seu produto e público-alvo. Se, em alguma reunião com a equipe de Design, você ouvir um jargão que não conheça, pergunte na mesma hora o que ele significa. Acredite: a maioria das pessoas também desconhece esses termos.

Fique tranquilo! Utilizando as dicas que você aprendeu aqui, com certeza, ao final do projeto você terá um site incrível!

Sobre o autor

Angélica Walczak

Deixe seu comentário