Estratégia de Conteúdos: Como Chegar até seu Potencial Cliente

Além de produzir, você deve desenhar uma boa estratégia de conteúdo para atingir os objetivos que almeja. Veja nesse conteúdo como nós fazemos em nossas parcerias!
Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Tuítar
Compartilhar no linkedin
Publicar

Produzir conteúdos para se posicionar, se tornar autoridade e, consequentemente, criar uma audiência em seu nicho no mercado digital é um dos primeiros passos para quem deseja obter sucesso a longo prazo através dos canais online. Porém, esse é apenas o primeiro passo…

Mas, quantos conteúdos produzir por semana ou mês?

Por onde devemos entregá-los aos usuários? 

De que adianta produzir infinitos conteúdos de alta qualidade, através de textos, vídeos, podcasts, webinars, lives, etc… Se esse conteúdo não chegar até as pessoas certas, no momento adequado?

O objetivo do artigo de hoje é mostrar como nós, da Performma Online, fazemos a estratégia de conteúdo de nossos parceiros, pensando principalmente no plano de criação e distribuição desse material.

Criação de conteúdos

Recentemente, trouxemos um conteúdo incrível detalhando os passos essenciais para a produção de um conteúdo de qualidade e, principalmente, bem alinhado com seu público e objetivo que você quer atingir. Como dizemos por aqui, produzir conteúdo vai além de apenas bater os dedinhos no teclado.

Dado o primeiro passo, que é a criação de conteúdo, agora vamos focar nos 2 próximos: Planejar a criação do seu material e definir uma estratégia de distribuição de conteúdo.


Planejando a criação dos próximos conteúdos

1. Mais uma vez: Entenda a sua Persona 

Apesar de parecer repetitivo, a persona é o seu cliente ideal e deve ser sempre levada em consideração para a tomada de decisões. Algumas perguntas-chave devem ser respondidas e, para isso, você poderá fazer testes ou pesquisas com seus próprios clientes:

  • Quais canais online os seus clientes costumam acessar? 
  • Quais são os melhores horários para fazer postagens, lives, enviar e-mails, etc…?
  • Quais são os temas que são a maior DOR e chamam mais atenção de seu público?


Você precisa definir conteúdos que atendam aos requisitos de publicação dessas redes sociais e, então, entregá-los nos melhores formatos e horários, abordando temas que chamem a atenção e tragam uma resposta aos seus potenciais clientes.


2. Defina temas de acordo com a Jornada do consumidor.

A jornada do consumidor diz respeito às fases de consciência que o seu cliente passa desde, primeiramente, descobrir que ele tem um problema a ser resolvido até decidir que precisa especificamente do que você está oferecendo a ele.

O importante dessa etapa é definir conteúdos para cada etapa da jornada do consumidor, obviamente, dentro do seu nicho e baseado no seu produto/serviço.

Existem diversas etapas da Jornada, mas aqui utilizaremos as 4 abaixo:


a) Descobrir o problema: Conteúdos que deixem mais claro para o usuário que ele tem algo a resolver.


b) Reconhecer o problema e aumentar o interesse: Conteúdos informativos que podem ajudar a resolver o problema.


c) Desejar solução para o problema: Mostrar como o Produto/Serviço pode resolver o problema de vez.


d) Decisão de Compra: Casos de Sucesso; Oferta Única; Explicação do custo-benefício.


3. Defina uma frequência de produção de conteúdos – Utilize um calendário.

A palavra-chave dentro desse contexto de frequência de produção de conteúdos é consistência.

O trabalho de produção de conteúdo requer muita dedicação e precisa seguir um cronograma baseado em uma estratégia, que deve ser relacionada aos dois tópicos mencionados acima.

Calendário

Não é só a quantidade de conteúdos que vai trazer resultados para o seu negócio. Você precisa ter uma frequência de postagens e, principalmente, conteúdos de qualidade que agreguem valor a sua audiência, ou seja, você precisa resolver o problema de quem acompanha o seu conteúdo. 

Dentro da frequência de produção de conteúdos, você precisa também definir os formatos nos quais vai entregar esses conteúdos. Alguns exemplos de formatos são: Textos de blog, vídeos gravados, e-books, lives, etc…

A nossa sugestão é: trabalhe com todos e avalie como a sua audiência responde a cada um deles. 

Aqui vão algumas sugestões, baseado no que utilizamos por aqui:

a) Quando falamos sobre conteúdo teóricos, entregue textos ou e-books

b)  No caso de aulas práticas, faça através de vídeos

c) Faça Lives periódicas, apareça ao vivo e entregue ainda mais conteúdo

d) Interaja com o seu público. Criar esse relacionamento é essencial para que eles conheçam você. Isso quebra uma das principais objeções de compra que existem no mercado: De quem estou comprando?

e) Peça feedbacks e comentários para continuar melhorando. 


Dito isso, vamos à frequência de postagem. O ponto principal da frequência, como já foi dito, é ser consistente, e isso pode ser muito bem planejado através de um calendário mensal, por exemplo. 

Novamente, isso vai depender muito da sua capacidade de produção de conteúdo dentro de cada um dos formatos mencionados acima, mas a nossa sugestão para iniciar, que é como costumamos trabalhar em nossas parcerias, é a seguinte:


1. Entregue pelo menos um conteúdo de alto valor em texto, vídeo gravado e uma Live por semana. Aqui são as explicações detalhadas, vídeo aulas e conteúdos completos.


2. Adicione também vídeos e postagens curtas, se possível, diariamente. Aqui entram as dicas, sugestões, comentários do dia a dia, etc…


3. Marque a LIVE semanal em um dia e horário da semana. Fale sobre os temas mais quentes, busque isso através de enquetes e comentários.


4. Faça enquetes, perguntas, quizzes, etc… Quanto melhor você entender o que a sua audiência quer, melhores serão os resultados de seus conteúdos.


5. Preencha o calendário para o mês seguinte com antecedência. Planeje-se para produzir e entregar o que precisa. Lembre-se: o mais importante é a qualidade do conteúdo. 


Defina sua estratégia de conteúdo: Faça ele chegar até a sua audiência

Existem diversas formas de publicar o seu conteúdo, principalmente de forma gratuita. 

Dica: Sempre trabalhe dentro dos canais digitais mais utilizados – Mantenha-se atualizado.

Hoje, os principais canais para distribuir conteúdo são: Youtube, Facebook, Instagram, Podcasts e o seu próprio site ou blog.

Além disso, é possível utilizar canais nos quais você fica mais próximo do usuário e isso requer um atendimento mais personalizado. São eles: Whatsapp e Telegram.

Porém, é essencial se manter atualizado aos novos canais de divulgação que podem surgir, o seu público também pode estar por lá!

Conteúdos multimídia

Agora, vamos falar um pouco sobre os que mais utilizamos aqui na Performma Online, em nossas parcerias:

1. O próprio site: Blog

Dentro dos tradicionais blogs, você pode hospedar seus conteúdos em formato de texto, além de fazer links para os seus vídeos e outros conteúdos internos.

O ponto mais importante é manter os usuários dentro do seu site por mais tempo possível, isso ajudará não a posicionar os artigos na busca do orgânica do Google, como também é um indício de que as pessoas se interessam bastante por aquilo que você está escrevendo.

Existem formas de melhorar os posicionamentos de seus artigos nos resultados de buscas do Google. Isso é feito através de técnicas de SEO (Search Engine Optimization).

Bem resumidamente, a ideia é você mostrar para o Google que o seu conteúdo é o mais relevante para aqueles termos de busca que o usuário está procurando.


2. Mídias Sociais: Facebook, Instagram e Youtube.

Respeitando os formatos de conteúdo que cada um desses canais exige, compartilhar o seu conteúdo através deles é essencial!

Utilize a sua página no Facebook, canal do Youtube e Perfil do Instagram não só para colocar o seu conteúdo na plataforma em si, mas também para divulgar conteúdos que colocou em outros canais, como seu blog, por exemplo. A idéia é utilizar dessas redes sociais para alcançar mais pessoas, e também avisar a sua audiência que você lançou um novo conteúdo completo.


3. Canais de Relacionamento: E-mail, Messenger, Whatsapp

Os seus leads que estão no e-mail, Messenger e Whatsapp devem receber os conteúdos que são de interesse deles. Isso também pode ser considerado para a sua base de clientes.

No caso de lançamentos específicos de conteúdos estratégicos pode ser feito uma campanha de e-mail marketing, avisando a eles que o conteúdo está disponível e que eles devem conferir. Isso pode ser feito através do Messenger e do Whatsapp também!


4. Mídias Pagas: Invista para engajar o seu público e atrair novas pessoas bem qualificadas

Obviamente, não existem só alternativas gratuitas de distribuição de conteúdos. Você pode utilizar mídia paga para promover materiais, conteúdos e gerar novos Leads. Os principais são mecanismos de busca (Google Adwords, Bing Ads, etc) e mídias sociais (Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads, Twitter Ads, etc).

Atualmente, nós consideramos essencial o investimento em distribuição de conteúdo, e não só em vendas. Essa quantia vai depender diretamente do orçamento disponível para as campanhas de marketing online, mas, mesmo que em valores pequenos, ela deve existir.

Dessa forma, você vai conseguir atrair mais pessoas, além de garantir que seu conteúdo chegue até seu público, visto que hoje em dia o alcance orgânico (gratuito) das mídias sociais tem diminuído cada vez mais.

Leia mais sobre os anúncios pagos em nosso artigo: Por Que Investir em Anúncio Online?


Conclusão

Concluindo o conteúdo de hoje: além de produzir, devemos desenhar uma boa estratégia de conteúdo, nos planejando para produzir os próximos e fazendo esse material chegar até a nossa audiência e também em novos usuários. 

Novamente, é essencial entender a persona, suas preferências e o que ela busca, além de manter a nossa palavra-chave: consistência de entrega. Esteja presente nos canais digitais, faça o seu conteúdo chegar até as pessoas certas e não deixe de investir para continuar com um negócio sólido.

Lembre-se: Você precisa que as pessoas absorvam o seu conteúdo para que elas iniciem a jornada de compra do que você pretende oferecer como solução ao final desse processo.

Sobre o autor

Guilherme Ferrari

Deixe seu comentário